A TAMPA E O BALAIO - Quem fala da vida alheia é fofoqueiro
243
post-template-default,single,single-post,postid-243,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.8.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
fofoca

A TAMPA E O BALAIO – Quem fala da vida alheia é fofoqueiro

Você Fica Costurando a Vida Alheia?

Meus irmãos, como é triste conviver com um fofoqueiro!!! Gente desocupada, que passa o tempo todo “costurando” a vida alheia. Trata-se de uma doença infecciosa centrada nas profundezas do inferno; o maledicente é uma pessoa mal resolvida e dificilmente se trata de alguém convertido, já que o convertido uma vez repreendido, se arrepende desse vício satânico.

Queridos, se o fofoqueiro é a “tampa”, o ouvinte é o “balaio”… Pois para uma fogueira ser acesa, precisamos da lenha e do fogo; sem um dos dois não há fogueira! Más quem é pior? Quem fala ou quem ouve? É o mesmo que perguntar se o indivíduo é homossexual passivo ou ativo, já que os dois são homossexuais.

Então diante desse dilema resolvido, quem fala da vida alheia é fofoqueiro (maledicente, fuxiqueiro, mexeriqueiro, candinha, maria vai com as outras, etc…) e quem ouve e passa adiante é instrumento a serviço de satanás (Gálatas 5 19-21). Está aí a “TAMPA E O BALAIO”.

Você decide…!

Pastor Joel Ribeiro

 

No Comments

Post a Comment

Ênfase 2018

“Aprender para Ensinar”

Divisa Bíblica

E as coisas que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar a outros.2 Timóteo 2:2